Para saber mais clique na foto da ave

Aves por ordem alfabética

Aves por ordem alfabética

Esta é uma lista de aves, organizada por ordem alfabética do nome comum. Clique na letra correspondente a primeira letra do  nome da ave que você procura

A B C D E F G 

H I J K L M N 

O P Q R S T U

 V W X Y Z

 

 

Visitantes Online

Nós temos 469 visitantes online

Pesquisar no Site

As aves mais belas do mundo

AS AVES MAIS BELAS DO MUNDO

Arara
Seleção de fotos das aves mais belas do mundo. Para ver todas as  fotos selecionadas clique na imagem.

 

A+ R A-

As aves mais belas do mundo

Neste artigo nós tentamos criar uma galeria com as aves mais belas do mundo, sabemos que são muitas e que não cometer injustiças é uma tarefa difícil. Portanto, contamos com a sua colaboração, enviando-nos sujestões, fotos de aves livres na natureza (não aceitamos aves em cativeiro) e que não estejam protegidas por direitos autorais. Para que nossa galeria fique o mais próximo possível da perfeição.

Arara Vermelha

Arara Vermelha

Arara Vermelha - Foto JPavani

Faisão-Dourado

Faisão-dourado

Faisão-dourado por VozdoBerço, no Flickr

Iratauá-Grande

Gymnomystax mexicanus - iratauá-grande

iratauá-grande - Foto Flavio Guglielmino, no Flickr

O Iratauá-grande  é uma ave  passeriforme da família Icteridae.Presente no Brasil apenas na Amazônia, em Roraima, no Amapá e ao longo do Rio Amazonas e do baixo curso de seus afluentes, como o Tapajós e o Tocantins. Encontrado também nas Guianas, Venezuela, Colômbia, Equador e Perú.

Ave do Paraiso

ave do paraiso

ave do paraiso por lindaluzinfinita, no Flickr

A característica mais marcante das aves-do-paraíso é a plumagem exuberante dos machos da maioria das espécies, utilizada como ornamento nos rituais de acasalamento. O grupo é típico da Australásia e está presente nas regiões tropicais do Norte da AustráliaNova GuinéIndonésiaIlhas Molucas. As aves-do-paraíso habitam principalmente zonas de floresta tropical e manguezais.

Pato Mandarim (wood duck)

Mandarin Wood Duck

Mandarin Wood Duck por Jason Paluck, no Flickr

 

O Pato mandarim ou  marreco-mandarim é natural da Ásia e pertence a mesma família  do pato-carolino, que vive em zonas pantanosas da costa oeste dos Estados Unidos. A espécie foi introduzida na Europa como animal ornamental de jardins.

O macho adulto desta espécie tem uma distintiva plumagem multicolorida e olhos vermelhos.A fêmea é um pouco menos colorida com partes brancas em volta dos olhos e na garganta.

 

Saíra-sete-cores

Saíra-sete-cores

saíra-sete-cores (Tangara seledon) é uma ave da família Thraupidae  que pode ser encontrada em todos os estratos da floresta atlântica e nas matas baixas do litoral, onde é muito frequente.

Guará

Guará Ibis Rubra Pássaro Vermelho Amazônico floresta agua norte Bicho da Amazônia celcoimbra Belém Pará Brasil América do Sul Terra Fauna Amazônica Eudocimus ruber Ecologia  3

Guará Ibis Rubra Pássaro Vermelho Amazônico floresta agua norte Bicho da Amazônia celcoimbra Belém Pará Brasil América do Sul Terra Fauna Amazônica Eudocimus ruber Ecologia  3 por celcoimbra, no Flickr

Colhereiro

Colhereiro

Colhereiro por renate.hartfiel, no Flickr

 

Colhereiro é o nome comum a várias aves ciconiformes da família Threskiornithidae, que também inclui os íbis. Essa ave é conhecida pelo gênero Platalea e se distribui por várias espécies.
O colhereiro é uma ave pernalta de pescoço longo. O nome se deve ao formato de colher que o bico dessas aves possui. Com ele, a ave revolve o fundo dos ambientes aquáticos em que vive, em busca de alimento. Vive em pequenos bandos ou solitariamente e se alimenta de peixes, crustáceos, insetos e moluscos.

Tucanoaçú

TUCANUÇU (Ramphastos toco)

TUCANUÇU (Ramphastos toco) por Dario Sanches, no Flickr

O tucano-açú, também chamado de tucanaçú ou simplesmente tucano, que pode ter cerca de 66 cm de comprimento (incluindo o bico, que chega a 19 cm) e pesar pouco mais de 0,5 Kg, é o maior representante da família Ramphastidae. Sua maior característica é o desproporcional tamanho de seu bico, bem como seu colorido. O bico, apesar do tamanho e da aparência pesada, é leve, por não ser uma estrutura óssea maciça. Mesmo sendo oco, seu bico é muito resistente e útil para descascar frutos e intimidar outros animais. Seus pés possuem dois dedos dianteiros e dois traseiros, que lhe proporcionam excepcional sustentação nos galhos das árvores.

Curicaca

CURICACA (Theristicus caudatus)

CURICACA (Theristicus caudatus) por Dario Sanches, no Flickr

 

A curicaca é uma ciconiiforme da família Threskiornithidae. Seu nome popular é onomatopéico, semelhante ao som do seu canto, composto de gritos fortes. Conhecida também como despertador (Pantanal), carucaca, curicaca-comum, curicaca-branca e curicaca-de-pescoço-branco.
Distinguível pela coloração clara, asas largas e bico longo e curvo. Apresenta o dorso cinzento-claro, com brilho esverdeado, rêmiges e retrizes pretas; parte das coberteiras superiores das asas é esbranquiçada, formando uma mancha clara no lado superior da asa, visível durante o vôo. O macho costuma ser um pouco maior que a fêmea, atingindo 69 cm de comprimento e cerca de 143 cm de envergadura.

Canário-da-terra-verdadeiro

CANARIO-DA-TERRA-VERDADEIRO (Sicalis flaveola)

CANARIO-DA-TERRA-VERDADEIRO (Sicalis flaveola) por Dario Sanches, no Flickr

O canário-da-terra-verdadeiro, conhecido também como canário-da-horta, canário-da-telha (Santa Catarina), canário-do-campo, chapinha (Minas Gerais), canário-do-chão (Bahia), coroinha, canário-da-terra e cabeça-de-fogo, é uma ave admirada pelo canto forte e estalado e por isso é frequentemente aprisionada como ave de cativeiro. Graças a ação das autoridades e da conscientização da população, registros do canário-da-terra-verdadeiro vêm se tornando mais freqüentes nos últimos anos.

Tié-sangue

TIE-SANGUE (Ramphocelus bresilius)

TIE-SANGUE (Ramphocelus bresilius) por Dario Sanches, no Flickr

 

Ave símbolo da Mata Atlântica. Uma das mais espetaculares aves do mundo. O tiê-sangue (Ramphocelus bresilius), também conhecido como sangue-de-boi, tiê-fogo, chau-baêta e tapiranga, é uma ave sul-americana passeriforme da família Thraupidae. Reconhecida pela beleza de sua plumagem vermelha.
A plumagem do macho é de um vermelho-vivo, que lhe deu origem ao nome. Parte das asas e da cauda são pretas. A espécie apresenta dimorfismo sexual, sendo a plumagem da fêmea menos vistosa, de cor parda nas partes superiores e marrom-avermelhada nas inferiores.

Tico-tico-rei

TICO-TICO-REI (Lanio cucullatus)

TICO-TICO-REI (Lanio cucullatus) por Dario Sanches, no Flickr

 

O tico-tico-rei é uma ave passeriforme da família Thraupidae. Conhecido também como galo-do-mato, foguinho, tico-tico-rei-vermelho, vinte-um-pintado, tico-fogo, tico-vermelho, sangue de boi (Rio Grande do Sul), sangrinho(interior de São Paulo) e tico-tico-pimenta.
Medindo cerca de 13,5cm, tem tamanho semelhante ao do pardal, mas com coloração marrom escura na parte superior e vermelha nas partes inferiores e na cabeça, especialmente no macho, que apresenta uma coloração intensa e um topete vermelho com uma faixa negra. Ambos os sexos apresentam uma linha branca circundando os olhos. A coloração das fêmeas não tem tanto brilho e são mais pardacentas.

 

Crejoá

 

Apresenta o dorso azul-cobalto, partes inferiores púrpura-escuro com colar azul cobalto na região peitoral superior e a maior parte das penas da asa e cauda negras. A fêmea tem coloração pardo anegrada. Têm em média 20 cm de comprimento.
Ameaçada de extinção no Brasil, apesar da proteção legal da espécie e das florestas de baixada do Espírito Santo e sul da Bahia. Tamanho populacional reduzido com probabilidade de extinção na natureza em pelo menos 29% em 20 anos ou 5 gerações.
 
BENEDITO-DE-TESTA-AMARELA(Melanerpes flavifrons )

BENEDITO-DE-TESTA-AMARELA(Melanerpes flavifrons ) por Dario Sanches

O benedito-de-testa-amarela é uma ave piciforme da família Picidae. Também conhecido como benedito, bereré(Rio Grande do Sul), golelêim (Vale do Ribeira/SP), pica-pau-de-fronte-amarela, pica-pau-do-mato-virgem e rididico.

Tem cerca de 19,5 centímetros. Espécie multicolorida. Fronte e garganta amarelo-vivos, vértice posterior e nuca vermelhos no macho e pretos na fêmea; pescoço posterior, dorso superior e asas negros; dorso inferior e uropígeo brancos; peito superior pardacento; peito inferior e ventre vermelhos; flancos barrados de preto e branco. É barulhenta.

GRALHA-PICAÇA (Cyanocorax chrysops )

GRALHA-PICAÇA (Cyanocorax chrysops ) por Dario Sanches

 

A gralha-picaça é uma ave passeriforme da família Corvidae. Também conhecida como acaé, cancã, gralha, gralha-de-crista-negra, gralha-do-mato e uraca.
O interessante da denominação científica desta espécie é a discordância!! A palavra chrysops que nomina a espécie significa “cabeça amarela ou dourada”. Onde chryso ou chrysun é amarelo ou dourado e, ops é cabeça. Entretanto, é a barriga da espécie que apresenta colocação amarelada.
 
TUCANO-DE-BICO-VERDE (Ramphastos dicolorus )
 
TUCANO-DE-BICO-VERDE (Ramphastos dicolorus )
TUCANO-DE-BICO-VERDE (Ramphastos dicolorus ) por Dario Sanches
 
O tucano-de-bico-verde é uma ave piciforme e da família Ramphastidae.
Tem cerca de 48 centímetros, boa parte correspondem ao bico. Pesa em torno de 320 g a 400 g. Apresenta papo amarelo e bico verde. O serrilhado do bico é bem desenvolvido e realçados pela cor vermelha sangüínea. É o único Ramphastos a apresentar um ângulo acentuado na base da mandíbula inferior.
 
Barbet vermelho-e-amarelo ( Trachyphonus erythrocephalus )
 
Red & Yellow Barbet

BARBAÇA

Barbet vermelho-e-amarelo ( Trachyphonus erythrocephalus ) é uma espécie de Barbet Africano encontrado no leste da África. Os machos têm preto distintivo (manchado branco), vermelho, e plumagem amarela; fêmeas e juvenis são semelhantes, mas menos de cor viva. A espécie vive em terreno e ninhos e poleiros em quebrado tocas . Omnivorous , a espécie se alimenta de sementes , frutas einvertebrados . Onde não caçados, eles são mansos, mas suas penas são usadas por algumas tribos, como o Maasai . [ 2

 

Compartilhar
comments

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar